Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

"Estou dedicado a fazer o maior programa de prevenção do câncer de Sergipe", diz Belivaldo

Durante o retorno da transmissão do Programa Papo Reto, o governador respondeu às diversas perguntas enviadas, entre elas a polêmica sobre a carreta que chegou à Aracaju
12 de Fevereiro de 2019 | 14:08

No retorno da transmissão do Programa Papo Reto, realizada não apenas pelas redes sociais do governo de Sergipe, mas por meio da Fundação Aperipê, o governador Belivaldo Chagas respondeu às perguntas da população. E entre os primeiros questionamentos, o governador tratou da polêmica sobre a situação da carreta que está em Aracaju para o trabalho preventivo que a Secretaria de Estado da Saúde realiza e anunciou autorização para licitação de outro veículo no modelo utilizado pelo Hospital de Amor, em Barretos.

Em recente visita à unidade em Barretos, Belivaldo e representantes das equipes técnicas da área da Saúde conheceram o sistema de assistência na prevenção e tratamento dos pacientes oncológicos, bem como o atendimento prestado por meio das carretas.

“Estamos buscando uma parceria entre aqueles que cuidam das pessoas em Barretos, aqueles que têm o know-row de atendimento na área de oncologia dentro do Hospital de Amor. Eles têm uma área de fabricação de carretas. Conversando com os técnicos de lá, vimos que não há a necessidade de um aparelho de ultrassom dentro da carreta, o que exige a presença constante de um médico e, automaticamente, encarece esse tipo de trabalho”, declarou o governador, se referindo ao aparelho existente na carreta alocada em Aracaju.

O governador já solicitou uma avaliação técnica que ateste condições favoráveis de funcionamento e de manutenção dos equipamentos que constam na carreta que já está em Sergipe. 

“É uma prioridade a prevenção e o tratamento de câncer. Mas o que me preocupa com relação à carreta que está aqui é que ainda não conhecemos a assistência técnica do mamógrafo instalado. Pedimos que o hospital de Barretos nos encaminhe para que tenhamos pareceres que garantam que esse mamógrafo pode ser utilizado”, frisou.

Para ampliar o serviço de prevenção que deverá acontecer da capital ao interior do estado, o governador já autorizou lançamento de edital de licitação para a aquisição de uma nova carreta, tendo como referência os padrões aplicados nos veículos vistos em Barretos. 

Ainda durante a transmissão do Programa Papo Reto, o governador declarou estar ciente da ação movida pelo Ministério Público Estadual dando o prazo de 30 dias para o funcionamento do veículo que está em Sergipe. Belivaldo não excluiu a postura do MPE, citou a presença do promotor Rony Almeida durante a ida a Barretos e declarou que o Estado prestará todos os esclarecimentos.

“Encaminharei para o Tribunal de Contas de Sergipe e para o Ministério Público Estadual as informações técnicas que terei nos próximos dias. Se todas forem verdadeiras, de imediato irei pagar os R$2,7 milhões da carreta. Se as especificações técnicas não baterem com a realidade, mandarei devolver a carreta, para que seja trocado o mamógrafo. Estou dedicado a fazer o maior programa de prevenção do câncer de colo do útero, de mama e de próstata da história do Estado de Sergipe”, afirmou.  

Tratamento oncológico em Sergipe

O governo do Estado, por meio do Centro de Oncologia do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), acolhe e trata centenas de pacientes. Em 2018, foram 159 pessoas tratadas com 18.528 sessões de quimioterapia. Já na radioterapia, foram 720 pacientes tratados na Unidade, 17.851 sessões, o que resultou em mais de 80% de alta (587 pacientes).

O Centro de Oncologia do Huse realizou 33.157 consultas ambulatoriais, uma média de 2.763 atendimentos mensais. Além disso, o Huse passou por grandes avanços em 2018, tanto no contexto de melhorias estruturais, como na assistência prestada ao paciente na unidade a exemplo da entrega da nova Unidade de Radioterapia com o segundo aparelho de Acelerador Linear, duplicando a capacidade de atendimento dos pacientes.

O governo também tem investido em parcerias para o tratamento oncológico com a ampliação de contrato para prestação de serviços aos pacientes do SUS.  A Clinradi, um dos parceiros, disponibiliza exames de ressonância e tomografia, com e sem contraste e sedação, assim como, pela primeira vez, o exame de PET Scan, para os serviços de oncologia.

  • Medium bda34b0e10e9756130462ff3be57ec6e
  • Medium e9ea0d5feb8b1168d43480e7b8589a9b
  • Medium 0075f3c132ea9e4fc2ca74c8588fc8e5
  • Medium d72aa3cfe4397e2cbe006abde8335fce
Medium bda34b0e10e9756130462ff3be57ec6eMedium e9ea0d5feb8b1168d43480e7b8589a9bMedium 0075f3c132ea9e4fc2ca74c8588fc8e5Medium d72aa3cfe4397e2cbe006abde8335fce